Ógui Lourenço Mauri

Sou leonino. Nasci num 10 de agosto,
no mesmo dia em que veio ao mundo
o cantor Agepê (já falecido).
Minha "contagem
progressiva e sem volta"
já passou dos 60
(sessenta). Algumas figuras
bastante conhecidas
fazem aniversário no
mesmo dia em que acontece o meu.
Caso do ator Fábio Assunção,
da cantora Fafá de Belém e do
"sex-symbol" Antonio Banderas.
O grande escritor Jorge Amado,
que nos deixou em 06/08/2001,
nasceu num 10 de agosto,
30 anos à minha frente
(e aqui vale a distância
que nos separa no talento).
É bem provável que todas essas
"feras" apareçam no cenário
para compensar minha insignificância.
Sou natural de Irapuã, pacata cidade
nas proximidades de
São José do Rio Preto (SP),
mas resido em Catanduva,
na mesma região,
desde a adolescência e
com algumas saídas temporárias
por razões profissionais
(fui bancário e professor).
Gosto de Deus, acima de tudo;
de minha família, de meus amigos
de verdade e de meu país.
Sou "viciado" em leitura
(livros, jornais, revistas),
em escrever poesias e em
futebol (aqui, o Palmeiras).
Sinto-me feliz ao ajudar,
no anonimato, os necessitados.
Não gosto de pessoas falsas,
de exibicionistas e de mal-educados;
abomino a inveja, a maledicência
e o desrespeito às leis e aos
costumes sadios
consagrados na sociedade.


 

 


Award



 


Meu Livro de Visitas
 
Livro de Visitas


 





 



Prêmios Recebidos



 


Links

*

AVPB - Academia Virtual Poética do Brasil
AVSPE - Acad. Virtual Sala Poetas e Escritores
Sonhando com José Maciel
Sonhando com José Maciel - Cantinho Latino
Mundo Virtual de Betsy Calisto
Faria Canto Mágico & Sonhos
Amor em Verso e Prosa
Princesa Bibi
Família Borba Pinheiro
Yara Nazaré
Nadir A. D'Onofrio
Fragrância da Alma
Recanto e Encantos
Porto dos Sonhos & das Poesias
Lígia Tomarchio
Lupércio Mundim
Coração e Alma
Meus Momentos
Cochilando nas Estrelas
Grace Spiller
Simplesmente Beija Flor
Vida Transparente
Eda C. da Rocha
Fragmentos dos meus sonhos
Cenário de Sentimentos
Minha Casinha
Sou Poesia... Mary Trujillo
Blog Líterolegal Prisco
NinaAguamarina Home Page
Criando Sonhos
Alma Arte Poesia




 



 



 



Acadêmico Fundador
Ocupa a cadeira n. 27



Membro Efetivo



Venha fazer parte do grupo
"Doce Mistério".
É só clicar no selinho.



 







 



::Indique esse Blog

 



Canção da Vida
Ógui Lourenço Mauri
A vida é uma canção envolvente,
Cujos solfejos são a esperança;
As estrofes, os passos à frente;
O estribilho, a perseverança.
Trecho da poesia
de Ógui L. Mauri

My House on Web

Arquivo

02/08/2015 a 08/08/2015

22/03/2015 a 28/03/2015

01/02/2015 a 07/02/2015

18/01/2015 a 24/01/2015

11/01/2015 a 17/01/2015

28/12/2014 a 03/01/2015

07/12/2014 a 13/12/2014

23/11/2014 a 29/11/2014

17/08/2014 a 23/08/2014

27/07/2014 a 02/08/2014

20/07/2014 a 26/07/2014

13/07/2014 a 19/07/2014

09/09/2012 a 15/09/2012

12/02/2012 a 18/02/2012

08/01/2012 a 14/01/2012

14/08/2011 a 20/08/2011

16/01/2011 a 22/01/2011

25/07/2010 a 31/07/2010

21/03/2010 a 27/03/2010

13/12/2009 a 19/12/2009

09/08/2009 a 15/08/2009

29/03/2009 a 04/04/2009

11/01/2009 a 17/01/2009

04/01/2009 a 10/01/2009

28/12/2008 a 03/01/2009

23/11/2008 a 29/11/2008

12/10/2008 a 18/10/2008

24/08/2008 a 30/08/2008

13/07/2008 a 19/07/2008

15/06/2008 a 21/06/2008

18/05/2008 a 24/05/2008

13/04/2008 a 19/04/2008

16/03/2008 a 22/03/2008

17/02/2008 a 23/02/2008



 



My Way


 


**RECOMENDO**




 

 


 


 









 



 



Blog Criado por:
Roberta Viana - Sollua
 
Mantido por:
Art. by Mary Trujillo
 
(c) 2008
São Paulo - Brasil
Direitos Registrados



 





Créditos

 





 



Estou na Internet desde o outro milênio
(1999) e, neste espaço cibernético,
aos poucos e sem perceber, acabei acumulando
um bom número de escritos que,
se não luzem na qualidade, face às limitações
deste aspirante a poeta, pelo menos já  têm
a quantidade suficiente
para eu -- presunçosamente
até --  pensar em reuni-los
num Blog. Para este
espaço que agora chega,
"Palavras do Coração" é um título
que agasalha tudo que pode nascer
deste pretenso autor de poemas,
cujo coração, de onde saem meus versos,
sempre se prendeu ao amor, na mais
ampla extensão do
vocábulo. São rimas presas
aos sentimentos que unem
um homem a uma mulher,
aos que enfocam os laços familiares,
aos que se ligam a amigos mais próximos
ou àqueles que já partiram para
outras Dimensões.
Minhas "Palavras (saídas) do Coração"
preocupam-se  com os miseráveis
tanto quanto procuram exteriorizar o
sonho de um brasileiro que quer a
Pátria nos padrões condizentes
com o espírito empreendedor da
maioria de seus concidadãos e com as
potencialidades economicas e
desenvolvimentistas do país; até aqui,
porém, inatingidos. Quer pelos pecados
de seus políticos, quer pela postura pernóstica
de líderes que atuam em causa própria,
escorados na ingenuidade das massas
menos esclarecidas.
Aqui no "Palavras do Coração",
conto com o prestígio dos amigos.
Preciso do estímulo de vocês... Há um
longo caminho a percorrer para
eu chegar a ser poeta.

Ógui Lourenço Mauri
Catanduva (SP), 20 de fevereiro de 2008. 
 
 

::Postado por Ógui Mauri ್ 21h10
::

OLHAR DE POETA
Ógui Lourenço Mauri

Olhar de poeta vê diferente.
Em vez de empecilhos, capta a beleza!
O poeta sempre passa pra gente,
Dos  sentimentos, sua sutileza.

Frente às adversidades, faz poesia;
Às densas trevas, ele traz a luz.
Faz a tristeza virar alegria,
No vulto de Judas, plasma Jesus.

O poeta vê com a percepção
De quem impõe encanto em sua rima.
O olhar do poeta traz a intuição
De um ser altivo, que enxerga por cima.

A Pátria, sob os  olhas de um poeta,
É reconhecida em seu esplendor,
Um exemplo de atitude correta,
De quem, em versos, lhe dedica amor.

O olhar do poeta tem a magia
Que transforma tudo em inspiração.
Pra versos de amor ou de rebeldia,
Torna-se uma antena do coração.

Ógui Lourenço Mauri
11.03.2006

Respeite os direitos autorias

(c) 2008
São Paulo - Brasil
Direitos Registrados

::Postado por Ogui Mauri ್ 23h17
::

 

MULHER... A VIDA!...
Ógui Lourenço Mauri

A partir dela, começa nossa vida...
Mulher, gênese maior da concepção!
Faz-se ímpar protetora do embrião,
Num sublime encargo, por Deus escolhida!

Em seu ventre, traz o feto com amor.
Dá à luz!... A espécie que se perpetua!
Amamenta, por missão somente sua;
No crescer da cria, dá-lhe mais calor.

Vive, do filho, as vitórias e fracassos;
Muitas vezes, no lugar de mãe e pai.
São momentos em que sempre sobressai
A intuição do ser mulher ao dar os passos.

Mulher... A vida!... Missão polivalente!
Ela é mãe, tão companheira e tão amante!
Para o homem, faz-se trunfo exuberante,
É com ela que ele põe a vida à frente!

Mulher... A vida!... Coberta só de glória!
Competência a impulsionou rumo à conquista,
Eis que pela Sociedade agora é vista
Pari passu ao homem, a fazer a História.

Ógui Lourenço Mauri
06.03.2005

Respeite os direitos autorias

(c) 2008
São Paulo - Brasil
Direitos Registrados

::Postado por Ogui Mauri ್ 23h09
::

AOS QUE SE FORAM...
Ógui Lourenço Mauri

Não sei a qual deles mais me liguei
Nem de qual deles tenho mais saudade,
Convicto estou de que os encontrarei
Nas Dimensões da Espiritualidade!

Quando eles se foram, eu não sabia
Que a morte física não cessa a vida.
Eis porque, hoje, no meu dia a dia,
A fé nesse reencontro é desmedida.

Penso que partiram tristes comigo,
Pois, deles, pouco segui seus cuidados;
Arrependido, quero, sim, o abrigo
Dos sábios ensinamentos deixados.

A fé largou no passado meu pranto,
A lembrança, porém, de mim não sai...
Deus meu, como eu ainda sinto tanto
A falta de minha mãe e meu pai...

Ógui Lourenço Mauri
21.09.2002

Respeite os direitos autorias

(c) 2008
São Paulo - Brasil
Direitos Registrados
 

::Postado por Ogui Mauri ್ 23h07
::